Queria poder realizar o milagre
De trazer-te de volta ao meu presente.
Queria não mais contemplar teus olhos
Alheios, evasivos,
Sem nada perceber ao teu redor.
Queria que voltasses a me fitar
Com aquele carinho de antigamente,
Com a mesma ternura
Que me aquecia o coração.
Queria que me estendesses os braços,
E mais uma vez - uma única vez que fosse,
Me abraçasses forte, tão forte,
Que eu pudesse voltar a sentir
A força do teu amor

Queria tanta coisa de ti,
Mas apesar de tua generosidade,
Não poderás dar-me o que sonhei,
Pois teu mundo,agora, é tão distante do meu...
Queria que o tempo tivesse parado,
Naquele feliz momento do teu beijo,
Pra que nunca mais me saísse da lembrança.
Eu queria, enfim, um milagre,
De que nem sei se sou merecedora,
Porém,o sonho foi o bem que me restou,
De toda a amargura que sofri,
Mas nada é impossível quando ele nos embala,
Por isso, em suas asas, seguirei confiante,
Esperando o milagre acontecer.
Ah! Como eu queria...



Carmencita













Edição: 08.02.04







® Mary M. Fioratti - Direitos Reservados © - 2004