(RE) BUSCANDO

Os ruídos da rua
e o clarão da janela,
despertam o meu reviver.

O corpo, sem querer,
resgata o meu ser,
em movimentos,
desconexos e lentos.

E os meus pensamentos,
entre as portas abertas
que o sonho(?) deixou
ao sair de mansinho...

Procuram sem medo,
no velho enredo,
extrair o segredo,
do novo caminho.


José Cláudio G. Martins
















Edição: 12.02.04







® Mary M. Fioratti - Direitos Reservados © - 2004