Fiz uma colcha de nossas almas
Com os retalhos do nosso amor
Não sei se você está em mim
Ou se eu estou em você
Só sei que respiro seu ar
Ando com suas pernas
Choro pelos seus olhos
Dirijo-me pela sua emoção.

Quando choro é o seu rosto
Que eu molho
Quando acordo eu me abraço
Seu corpo é minha extensão
Algumas vezes com você
Confundo-me tanto
Que nos meus dias de tristeza
Sinto com seu coração

Quero nas suas noites
Alcançar todos seus sentidos
Dê-me todos os seus olhares
Cante-me todos seus gemidos

Acordo nas suas manhãs
Vivo nas suas tardes
E você nem ao menos me vê
Durmo nas suas noites
É uma chama que arde
E eu só respiro Você


Mary Fioratti




Edição: 15.01.04


® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004