DESENGANO

Mexi
bem no fundo
de meu passado...
Sua voz então
ecoou no silêncio
de meu pensamento
Agarrei-me
na fantasia
da sua lembrança
tentando sair
dos dias iguais
da minha realidade
Não arrumei
os pensamentos
desencontrados
Nao perguntei
o que gostaria
de ter perguntado
Emudecemos
diante da surpresa
do inesperado
E nosso silêncio
enterrou definitivamente
nosso passado

Mary Fioratti



Edição: 31.01.04


® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados ©- 2004