Hoje escorregou
diante de meus olhos
o cobertor de sua alma
Nao vi você "pessoa"
vi uma imagem
tomada de sentimentos
Não havia raciocínio
lucidez....nem equilíbrio
Havia apenas
uma alma exposta
Receptiva...medrosa...
Eu o vi
estranhamente frágil
Como se fosse
Um coração inteiro
que pulsasse
Num extremo
perigo de vida
Então você estendeu
Os seus braços
E eu o abracei
Bem junto a mim
Tomei seu rosto
entre minhas mãos
E beijei seus lábios
Dei-lhe todo meu amor....
Extrema-unção!

Mary Fioratti






Edição: 24.01.04



® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004