Tudo está mesmo perdido
As forças que antes me levantavam
hoje me derrubam
E pouco bastou
para que isto acontecesse
Veja.. este silêncio
foi suficientemente forte
para derrubar a minha força
e agora me pergunto
Para que lutar?
Se tudo foi tão claro!
Se o teu silêncio quis dizer
para que eu não lutasse
se ele implorou
para que eu te esquecesse...
Hoje... tudo está mesmo perdido
Fito teus olhos nesta foto fria
Teus olhos ...ah! teus olhos
Lembro que enquanto nos beijávamos
tantas vezes abri os meus
para espiar tua ternura
Saudade...tira os braços dos meus ombros
Levanta-te! Coloca aquele meu vestido negro
Toma o último gole do meu vinho
Quando sair... tranca minha alma....tão vazia
E segue sem olhar para trás....o teu caminho!



Mary Fioratti


Edição: 27.01.04

® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004