Acalanto

Quero hoje pegar você no colo
Enrolar sua dor dentro de mim
Curar suas feridas
Beijar a sua vida
Soprar em sua face
A brisa do amor

Acariciar sua cabeça
Cantando uma canção de ninar
Deixar o tempo passar
E ficar guardando sua alma
Não deixando nenhuma dor
Se aproximar

Seus olhos fechados sonhadores
Minhas mãos acariciando
Todas suas dores
E como por encanto
Transformando-as em felicidade

Quero hoje no meio desta saudade
Arrancar uma flor no canteiro
Do meu coração
A mais Linda flor…a flor do amor
E colocar na lapela
De sua alma

E olhando dentro dos seus olhos
Enquanto baixinho seu nome eu chamo
Acariciar seu peito, beijar seu queixo
E dizer boca a boca que te amo!


Mary Fioratti


Edição: 31.05.04

® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004