Nosso Encontro


Eu sonho assim...o nosso encontro
Um lugar qualquer marcado no tempo
Vou me vestir de amor
E me perfumar de poesia...
Olharei pelo canto da janela
Adivinhando seu vulto pelas esquinas
Coração batendo alto...respiração entrecortada
E de repente a porta se abrirá
E eu verei sua figura tão amada, tão querida!
Meus braços se abrirão acolhendo a sua cabeça
Sentindo a pele de seu rosto com minhas mãos
Fechando os olhos morrendo de emoção
Eu sonho assim...o nosso encontro
Meus lábios se esfregando suavemente em seu rosto
Sentindo cada detalhe com meus olhos fechados
Aspirando o perfume natural de sua pele
Embebedando-me de seu existir
Um beijo interminável molhado de emoções
Uma loucura incontida em cada gesto
Gemidos entrecortados de soluços
Amor tão grande que não vai caber no peito
Eu sonho assim...o nosso encontro
Um silêncio cheio de palavras
Nossos olhares presos pelas nossas íris
Um mar de amor transbordando em nossos gestos
Um "ter que ir"... "e um querer ficar"...
Um soluço incontido...uma vontade de chorar...
Nao querendo imaginar sua partida...
Recostar em seus braços, olhando o seu rosto
Como se estivesse vendo a ultima paisagem
Da minha vida



Edição: 25.09.04

® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004