À sua espera

O vento sopra devagar
Na ternura da tarde
Sou todo amor à sua espera
Como se sua palavra
Pudesse secar todas
As minhas feridas
Como se uma rosa pudesse
Colorir a minha vida
Espero você
Como se eu sempre
O tivesse esperado
Como se esse vento
Sempre tivesse soprado
Como se suas palavras
Eu sempre tivesse escutado
Sua música está tão dentro de mim
Que ela se transformou
Na minha música interna
Aqui, do outro lado
Em outra esfera
Fecha-se a tarde
Esfumaçam-se os sonhos
E continuo sempre aqui
À sua espera

Mary Fioratti




Edição: 05.06.04

® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004