Momento de Ternura

Fechei meus olhos
Numa irrealidade total e absoluta
Enquanto suas mãos lentamente
Afagavam meus cabelos
Num gesto abundante
De ternura

Fiquei a olhar o seu rosto
Que fitava a distância distraído
Como se meus cabelos
Fossem apenas
O seu brinquedo preferido

Seu olhar tão docemente perdido
Nas luzes da cidade
Deu-me uma sensação estranha
Um abandono suave
A rua tão deserta, o sinal parado
E meus olhos fechados
Saboreavam aquela breve felicidade
Foi um momento….
Quando nossos olhos se encontraram
Num prenúncio triste de saudade

Mary Fioratti






Edição: 05.06.04

® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004