Página em branco

Estreitei meus olhos
para reter sua imagem
observando suas mãos ternas
e seu rosto mergulhado
nas páginas de seu livro
predileto
Naquele momento
Floresciam emoções
em minha alma
Paisagem calma
com a certeza
de sua silenciosa presença
Seus olhos inteligentes
percorriam a página do livro
Assim como
ausente de palavras
Você percorre o livro de minha alma
sabendo de cor
cada capítulo
Suas mãos manuseiam minhas páginas
com cuidado
Assim como seguram meu corpo
e desfolham
com suaves toques
todas minhas defesas
Quando nos abraçamos
totalmente nus
na ausência de roupas
ou segredos
somos um só
Livre de nossas preocupações
ou medos
E com beijos demorados
e carícias tão sentidas
gravamos com nosso próprio corpo
entre murmúrios de amor
mais uma página em branco
do livro da história
de nossas vidas....

Mary Fioratti

 

Edição: 07.06.04

® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004