Esta manhã
embalei meu sono
e nao quis acordar
somente para com voce
continuar a sonhar
meio corpo fora da cama
recusava-me
a levantar
abraçava a memória
do seu rosto
em meu peito
e ficava a imaginar
seu corpo ali na cama
bem junto ao meu
e pus-me a sonhar...
Doce fantasia
a mover minha manhã
mola propulsora
que me levanta
e me encanta
e leva-me de encontro
ao seu mundo
de uma certa forma
imperceptível...
Esta manhã
eu abri meus olhos
de uma forma lenta
preguiçosa
rolei na cama
abraçando sua ausência
completamente presente
naquele momento
E aquela magia
do som de sua voz
em som stéreo
invadiu inteiro
de um modo etéreo
o meu pensamento

 


® Mary Martins Fioratti - Direitos Reservados © - 2004